5 Moedas de R$ 1 podem VALER até R$ 10 mil hoje; saiba como trocar

5 Moedas de R$ 1 podem VALER até R$ 10 mil hoje; saiba como trocar

Compartilhe este post:

5 Moedas de R$ 1 podem VALER até R$ 10 mil hoje; saiba como trocar

Os colecionadores de moedas estão em busca de algumas versões do modelo de R$1. Segundo informações, os chamados numismatas podem comprar o item por até R$ 10 mil.

Entre os modelos procurados estão moedas do período em que o Brasil sediou os Jogos Olímpicos de 2016. O banco central emitiu milhares de moedas comemorativas.

No entanto, é importante informar que a primeira moeda foi criada em 2012, que marca o momento da entrega da bandeira. Além disso, existem moedas que simbolizam cada um dos 16 esportes olímpicos ou paralímpicos.

Confira a seguir modelos de moedas de R$ 1, que podem valer até R$ 10 mil

No entanto, a mais rara é a que retrata a entrega da bandeira, feita em homenagem à passagem dos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Resumindo, a regra é: quanto mais velha a moeda, mais cara e rara ela é. De acordo com mídias digitais como o site e blogs desses colecionadores, as moedas produzidas para os Jogos Olímpicos Rio 2016 podem custar até R$ 7 mil.

No entanto, alguns numismatas vendem as moedas por menos. Isso porque a moeda de entrega da bandeira tem 2 milhões de exemplares, os outros 20 milhões.

Além disso, é possível encontrar na internet essas moedas com valores que variam de R$ 175 a R$ 300. Moedas para atletismo, os mascotes Tom e Vinícius, natação e paratriatlo estão disponíveis a partir de R$ 8.

No entanto, é importante que você saiba que as moedas eram muito fáceis de encontrar quando foram introduzidas, mas se tornaram cada vez mais raras ao longo dos anos e do uso.

Uma nota de R$ 50 pode valer até R$ 4.000

Já pensou que pode ter um item raro em mãos? Bem, você sabe que existem colecionadores de moedas e cédulas, os chamados numismatas, que estão dispostos a dar milhares de reais na compra de relíquias.

Recentemente um artigo estava circulando nas redes sociais. É uma nota de R$ 50 que não tem a frase Louvado seja Deus impressa. Atualmente, a cédula pode atingir o valor de R$ 4.000 no mercado.

Raridade da cédula de R$ 50

1994 a frase Deus seja louvado, impressa nas cédulas desde 1986, foi intencionalmente esquecida nos primeiros lotes de cédulas. Naquela época, foi aprovada uma lei que aboliu a expressão religiosa sob a alegação de que o país era laico.

No entanto, a duração do projeto não durou. Isso porque o então ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, acrescentou a frase às notas de R$ 50. Como resultado, as notas que não possuem esta frase são agora consideradas muito raras.

Além disso, outro item considerado importante atualmente é a cédula, também no valor de R$ 50, assinada pelo ministro Ricupero. Descobriu-se que o executivo estava no cargo há apenas cinco meses, tornando sua assinatura rara em algumas notas reais. Esse ativo também pode atingir o valor de R$ 4.000.

Vale ressaltar que não apenas a nota com a frase religiosa é considerada rara. A nota de R$ 50 assinada pelo ministro da Fazenda pérsioArida, que ficou no cargo por apenas alguns meses, atualmente também é considerado muito importante para os colecionadores. Estima-se que apenas 400.000 unidades foram impressas com a assinatura do CEO.

Se você possui uma dessas notas, saiba como vendê-las.

Como mencionado anteriormente, os colecionadores não têm medo de enfiar a mão no bolso quando encontram seu item raro. Com isso em mente, é possível obter valores elevados vendendo uma das notas.

Normalmente, os melhores sites para vender tais bens são dos de vendas e e-commerces, como a Shopee, Mercado Livre e a OLX. Outra opção é buscar por grupos de colecionadores, que podem ser encontrados em redes sociais.

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.