AUXÍLIO BRASIL A PARTIR DE 600 R$, PIX A PARTIR DE 1000 R$ e VALE-GÁS A partir de 120 R$ podem ser liberados nesta semana

AUXÍLIO BRASIL A PARTIR DE 600 R$, PIX A PARTIR DE 1000 R$ e VALE-GÁS A partir de 120 R$ podem ser liberados nesta semana

AUXÍLIO BRASIL A PARTIR DE 600 R$, PIX A PARTIR DE 1000 R$ e VALE-GÁS A partir de 120 R$ podem ser liberados nesta semana

Esta semana não passará. Pelo menos é o que o governo federal afirmou no Congresso Nacional sobre a PEC dos benefícios sociais. Aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL) esperam que o texto seja aprovado em dois turnos na Câmara dos Deputados na próxima terça-feira (12).

O documento foi aprovado oficialmente no Senado Federal há duas semanas. Agora a PEC precisa da aprovação dos deputados antes de ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). O texto em questão prevê, entre outras coisas, o aumento dos valores dos pagamentos previdenciários atuais e a criação de novos projetos.

Conforme o documento, o valor mínimo do Auxílio Brasil deve render mais R$ 200,00, elevando o valor mínimo de repasses para cerca de R$ 600,00 que arrecadaria R$. Além disso, o governo aumentará o número de usuários do programa dos atuais 18 milhões para quase 20 milhões de brasileiros.

Há também previsões de alterações no voucher nacional de gás. Conforme o Ministério da Cidadania, o programa social pagou uniformemente R$ 53 a cada cidadão no último mês de junho. O novo texto da PEC prevê elevar esse patamar para cerca de R$ 120 até o final deste ano.

O PEC também prevê a criação de um vale de R$ 1.000 para caminhoneiros autônomos. Se aprovadas, as transferências poderão ocorrer entre os meses de agosto e dezembro deste ano. Ao mesmo tempo, o governo quer liberar mais ajuda para os taxistas.

Governo convencido da PEC

Na semana passada, alguns setores da oposição conseguiram bloquear a votação que abriria espaço para a aprovação da PEC. O governo, portanto, não atingiu seu objetivo no momento em que o texto foi adotado.

De toda forma, membros da base governista no Congresso Nacional acreditam que podem aprovar o texto com alguma facilidade nos próximos dias. Em declaração recente, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL) afirmou que o documento “vai ser aprovado na terça”. Ele se referia ao próximo dia 12.

O otimismo do governo também se deve à passagem tranquila do texto no Senado Federal, onde a PEC foi aprovada com nota final de 72 a 1. A oposição também votou a favor do documento.

Benefícios já com mudanças

Como já mencionado, a PEC dos Benefícios ainda não passou pelo crivo dos parlamentares. As alterações previstas no texto original, portanto, ainda são inválidas para este mês de julho. De qualquer forma, alguns projetos governamentais têm algumas mudanças.

É o caso, por exemplo, do Auxílio Brasil. Aliás, para este mês de julho, o programa social federal tem novos acréscimos e alguns aumentos de valor para alguns dos usuários que estão na folha de pagamento.

Mas lembre-se que as mudanças para o mês de julho seguem o curso normal do programa de apoio. Não têm relação com a PEC em tramitação no Congresso. Se aprovado, o texto só entrará em vigor em agosto.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.