Auxílio Brasil terá valor muito maior?

Auxílio Brasil terá valor muito maior?

Auxílio Brasil terá valor muito maior?

Durante evento na cidade de João Pessoa, o atual presidente comentou sobre um possível aumento do Auxílio Brasil para R$ 600. Ou seja, um programa de transferência de renda que substituirá o Bolsa Família. No entanto, Bolsonaro não oficializou o aumento do valor para o programa social.

Vivemos tempos difíceis no mundo. Uma inflação que afeta o mundo inteiro. Enquanto a imprensa anuncia que o Auxílio Brasil passará de R$ 400 para R$ 600. Só aqui na Paraíba recebem mais de R$ 1,5 milhão Auxílio Brasil, comentou o presidente;

Segundo informações internas, o atual O ministro da Economia, Paulo Guedes, concordou em aumentar o benefício para R$ 600 por mês.

Assim, estima-se que o aumento com a emenda terá um impacto de R$ 22 bilhões nos cofres do governo federal. Estes viriam, então, dos dividendos extraordinários que a União receberia naquele ano.

Presidente também fala do Bolsa Família

Durante o evento, Bolsonaro também comparou o novo programa ao seu antecessor, o Bolsa Família.

E diferente do Bolsa Família… Naquela época, no Bolsa Família, todo mundo que ia trabalhar perdia o desempenho. Com o Auxílio Brasil você pode trabalhar que não vai perder, defendeu o atual presidente.

No entanto, as informações dos presidentes estão incompletas. Isso significa que os beneficiários que encontraram emprego podem permanecer no programa, mas apenas por no máximo dois anos e não indefinidamente.

Além disso, a manutenção do benefício está vinculada ao valor que o empregado recebe.

Assim, a regra de emancipação oferece aos beneficiários a oportunidade de continuar o programa desde que sua renda familiar não ultrapasse R$ 525. Ou seja, duas vezes e meia acima do valor atual que determina a pobreza linha (R$ 210).

O programa Bolsa Família, por sua vez, foi um auxílio criado durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Senador confirma negociações para aumento do Auxílio Brasil


Nesta sexta-feira, 24 de junho, o senador Fernando Bezerra Coelho confirmou a existência de negociações para aumento da alíquota do Auxílio Brasil. Por isso, ele indica que está em discussão o aumento de R$ 400 para R$ 600, com possibilidade de ingresso na PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para Combustíveis.

O Senador é o relator da proposta a ser apresentado na próxima segunda-feira, dia 27 de junho.

Nesse sentido, ele indica que pode haver um aumento no valor do programa Vale Gás e a criação de um benefício mensal. Isso pode valer mil reais para a entrega de óleo diesel para transportadores autônomos. A meta seria atingir 900 mil caminhoneiros até o final de 2022.

Para Bezerra, os reajustes de Auxílio Brasil e Vale Gás não respeitam ou conflitam com questões da lei eleitoral.

No entanto , esse movimento para mudar os valores dos programas sociais ocorre menos de quatro meses antes da eleição.

Caso a proposta seja aprovada, o governo federal não dará prosseguimento à PEC para compensar financeiramente os estados que zerariam o ICMS dos combustíveis.

Cidadãos receberão nova tarifa do Auxílio Brasil


De acordo com o calendário oficial do Auxílio Brasil, pelo Ministério da Cidadania junto à Caixa Econômica Federal, os pagamentos continuam ocorrendo.

Então eles receberão nesta sexta-feira, Junho nova parte do benefício para os participantes que tiverem seu Número de Identificação Social (NIS) a partir do final de 6.

As datas seguem o mesmo formato do Bolsa Família, ou seja, são sempre disponibilizadas nos últimos dez dias úteis de cada mês.

Então, atualmente, o programa de apoio tem um preço médio de ingresso de R$ 400. Além disso, cerca de 17,5 milhões de famílias receberão o benefício neste mês de junho.

Confira o calendário oficial deste mês de junho abaixo:

  • 17 de junho: NIS de final 1; 
  • 20 de junho: NIS de final 2; 
  • 21 de junho: NIS de final 3; 
  • 22 de junho: NIS de final 4; 
  • 23 de junho: NIS de final 5; 
  • 24 de junho: NIS de final 6; 
  • 27 de junho: NIS de final 7; 
  • 28 de junho: NIS de final 8; 
  • 29 de junho: NIS de final 9; 
  • 30 de junho: NIS de final 0.

Também é importante lembrar que o beneficiário tem 120 dias para utilizar o benefício após recebê-lo. Caso contrário, esse valor pode voltar aos cofres públicos.

Junho registra baixa de beneficiários


Antes, o Auxílio Brasil atingia mais de 18 milhões de brasileiros. Para este mês de junho, no entanto, o número de participantes foi menor. Isso ocorre porque o governo analisa todos os beneficiários todos os meses para verificar se eles continuam cumprindo todas as regras do programa.

Então, se eles não atenderem a alguns dos critérios, poderão não receber mais seus fundos.

Nesse sentido, de acordo com o Ministério da Cidadania, é necessária a inscrição no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico). Além disso, para ingressar no Auxílio Brasil, a família deve atender aos seguintes critérios:

  • Estar em situação de extrema pobreza, ou seja com renda per capita mensal de até R$ 105; 
  • Se encontrar em situação de pobreza, recebendo entre R$ 105,01 a R$ 210. Ademais, é necessário que possuam em sua constituição gestantes, nutrizes, crianças e jovens de 0 a 21 anos incompletos.

As famílias, ainda, devem se lembrar de manter suas informações atualizadas.

Vale Gás é pago com Auxílio Brasil
A Vale Gás também foi disponibilizada neste mês de junho nas mesmas datas do Auxílio Brasil.

Atualmente o benefício concede, portanto, um valor de R$ 53 às famílias que uma situação socioeconómica. Porque paga 50% do valor médio nacional do botijão de gás de cozinha de 13 kg calculado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) nos últimos seis meses.

Com prazo previsto de cinco anos, a produção até 2026 deve ficar em torno de 5,5 milhões. Assim, com depósitos bimestrais, a Vale Gás tem um orçamento de R$ 1,9 bilhão para este ano.* 100001*

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.