Auxílio emergencial: Como recuperar o dinheiro que não foi sacado?

Auxílio emergencial: Como recuperar o dinheiro que não foi sacado?

Auxílio emergencial: Como recuperar o dinheiro que não foi sacado?

Os beneficiários do auxílio emergencial também querem saber se é possível recuperar valores não reclamados do programa. Antes, vale lembrar que o benefício fica disponível para saque em até 120 dias após a aprovação.

Por conta disso, o benefício depositado nas Cadernetas de Poupança Social Digital Caixa Tems não poderá ser sacado após o período de resgate expirou, ou seja, H. não é possível resgatar a última parcela.

A consulta do auxílio emergencial 2022 deve ser realizada no portal Dataprev. Veja os passos a seguir:

  • Acesse o portal de Consulta ao Auxílio Emergencial;
  • Preencha o campo com o seu Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Com o seu nome completo; e
  • Com o nome da sua mãe completo (ou selecione a opção “mãe desconhecida);
  • Coloque sua data de nascimento no campo solicitado;
  • Selecione o reCAPTCHA para provar que é humano;
  • Clique em “ENVIAR”.

No site da Dataprev, o beneficiário pode acompanhar todos os detalhes das solicitações — como resultados, entrada e envio de dados da Caixa para a Dataprev e vice-versa, além da justificativa em caso de indeferimento do auxílio.

Auxílio emergencial e novo benefício

Os programas sociais do governo federal visam atender os cidadãos mais carentes. Portanto, cada um deles tem suas próprias regras e requisitos. Portanto, com o fim do Auxílio Emergencial, nem todos os beneficiários do programa foram agregados ao Auxílio Brasil.

Em suma, cerca de 25 milhões de pessoas ficaram sem renda após o fim do Auxílio Emergencial. Isso porque o Auxílio Brasil considerou apenas aqueles que se enquadravam em suas regras.

O novo Bolsa Família atende apenas famílias em situação de pobreza (cuja renda mensal per capita é de até R$ 210) e famílias em extrema pobreza (renda mensal per capita igual ou inferior a R$ 105).

O programa exige que cada família esteja ativamente inscrita no Cadastro Único (CadÚnico). Atualmente, o Auxílio Brasil atende aproximadamente 18 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade.

O novo benefício será creditado em uma caderneta de poupança social digital e poderá ser utilizado por meio do aplicativo CAIXA Tem. A plataforma permite que os beneficiários paguem contas e recibos, façam compras online com cartão de débito virtual, entre outras coisas.

Auxílio emergencial
O governo federal começou a desembolsar o auxílio emergencial no início de 2020. Na época, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional. Este ano, o benefício chegou a quase 70 milhões de pessoas e foi pago até dezembro.

Nos primeiros anos de 2021, entre janeiro e março, o governo decidiu não efetuar pagamentos. No entanto, não durou muito. Após muita pressão e o agravamento da situação da pandemia de Covid-19, o governo decidiu retomar os pagamentos em abril de 2021.

Na nova fase de pagamentos, o Auxílio Emergencial retornou em uma versão menor do projeto. De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, desta vez os repasses chegaram para mais de 39 milhões de pessoas com pagamentos de, no máximo, R$ 378.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.