Caixa libera saques para quem perdeu a data do PIS/Pasep e FGTS

Caixa libera saques para quem perdeu a data do PIS/Pasep e FGTS

Caixa libera saques para quem perdeu a data do PIS/Pasep e FGTS

A Caixa Econômica Federal divulga recursos relativos ao PIS/Pasep e FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Os valores são provenientes de calendários que já foram fechados, mas com prazos de pagamento estendidos. Confira os benefícios abaixo.

Abono Salarial PIS/Pasep 2019 e 2020

Os abonos estão disponíveis para trabalhadores que trabalharam pelo menos 30 dias de carteira assinada em 2019 ou 2020. Além disso, devem ter ganho médio de até dois salários mínimos por mês, estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos e ter os dados atualizados pelo empregador no relatório anual de informações sociais (Rais).

A revogação só está disponível para quem ainda não resgatou os recursos. Os valores variam conforme o número de meses trabalhados nos anos base. Para saber se tem direito ao benefício, o empregado pode consultar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital. O resgate deve ser feito até 29 de dezembro de 2022.

Cotas PIS/Pasep

As contas do PIS/Pasep, por sua vez, pertencem aos trabalhadores que trabalharam entre 1971 e 1988 com carteira assinada. Segundo a Caixa, mais de 10 milhões de pessoas ainda podem sacar fundos esquecidos. Aproximadamente R$ 23 bilhões devem ser repassados ​​para isso.

Ressalta-se que, nos casos de falecimento do titular, o direito ao benefício é estendido aos seus herdeiros ou dependentes. Para verificar a situação do benefício, basta acessar o aplicativo do FGTS ou entrar em contato com uma das agências da Caixa Econômica Federal. O período de cancelamento vai até 2025.

FGTS Extraordinário


Além disso, é importante lembrar que os trabalhadores que possuem saldo em suas contas vinculadas ao FGTS têm direito a um desembolso de até R$ 1.000 da Caixa Econômica. Os valores foram liberados por iniciativa do Governo Federal.

Segundo o Ministério Federal do Trabalho e Assuntos Sociais, cerca de 42 milhões de pessoas têm direito aos beneficiários. A única exceção é para o cidadão que realizou nos últimos 12 meses uma operação de crédito que tenha depositado o saldo do FGTS em garantia.

Para quem ainda não fez o saque, tem até o dia 15 de dezembro tempo para realizar os procedimentos.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.