Como sair do endividamento em 6 passos

Se você deseja sair do endividamento, fique aqui comigo porque esse post vai lhe ajudar muito.

Aqui darei passos simples para que você possa sair desse momento ruim e de dívidas e claro, tudo de maneira muito simples e prática.

Vamos iniciar então? Boa leitura!

Como sair do endividamento em 6 passos

#1 – Faça um orçamento familiar:

O orçamento familiar é essencial para qualquer família, não é porque você está endividado.

É a partir desse orçamento que você sabe ao certo o quanto ganha e para onde o seu dinheiro está indo.

Pense no último mês e então anote as suas receitas, o dinheiro que entrou e as despesas, além do dinheiro que saiu.

O ideal é que você consiga dividir os seus gastos em algumas categorias, como:

  • Estudos;
  • Alimentação;
  • Saúde, entre outros.

Analise cada um desses pontos e faça uma proteção de gastos para o mês seguinte, reduzindo assim os valores de cada categoria.

Procure uma quantia que possa vir a ser destinada ao pagamento das dívidas que você tem agora.

O valor não pode comprometer muito o seu salário, mas também não pode vir a ser inexpressivo.

#2 – Liste todas as suas dívidas:

Faça uma lista contendo todas as suas dívidas.

Sim, essa parte vai ser um tanto dolorosa, entretanto, é algo necessário.

Comece anotando o valor da sua dívida, os juros e a data de vencimento.

Não esqueça de colocar aqui a dívida do seu cartão de crédito e as mensalidades atrasadas.

#3 – Negocie e pague as dívidas com juros mais altos:

Comece a negociar todas as suas dívidas, não importa qual é o valor final.

Entre em contato com a empresa ou banco que você devendo e deixe claro o seu interesse em quitar a dívida.

Entretanto, não deixe de mencionar que você precisa de um abatimento nos juros e boas opções de parcelamento.

Pode ser que a empresa inicialmente não vai ceder, mas em breve, ele vai entrar em contato para te oferecer um contrato que seja vantajoso para você.

Portanto, fique até negociar algo que seja de acordo com o seu orçamento.

Assim, não existe nenhum risco de você cair em uma nova dívida, com o atraso de parcelas.

Foque nas dívidas que os juros mais altos, pois, o motivo é simples já que quanto mais você quitar o boleto, menos dinheiro você vai gastar.

#4 – Corte gastos:

Identifique tudo o que você precisa reduzir, substituir ou até deixar de lado de contas.

Não vale a pena você viver em um padrão de vida que não vai dar para ser bancado pelo valor que você ganha todos os meses.

Portanto, converse com a sua família e deixe todos já cientes das necessidades para reduzir a despesas e esse é um sacrifício necessário.

Além disso, é importante que você evite fazer novas dívidas, ou seja, deixar o cartão de crédito em casa e faça as compras sempre à vista.

#5 – Busque por uma fonte de renda:

Para que o sue orçamento não fique muito apertado, devido a diversas despesas do mês e para pagar as dívidas, busque por um dinheiro extra.

Não se esqueça que quanto mais dinheiro entrar na conta, mais cedo estará livre dos boletos.

#6 – Faça uma reserva de emergência:

Por fim, é essencial que você faça uma reserva de emergência, para que você não entre em um endividamento novamente.

Para que possa realizar essa reserva, você pode definir um valor que vai ser guardado todos os meses em uma poupança no banco ou mesmo investimento.

Assim, a sua reserva precisa ser encarada como um investimento mensal obrigatória que você faz em você mesmo.

Portanto, não pode depositar o dinheiro em um mês e depois você não depositar.

Se puder, coloque cerca de 30% do seu salário todos os meses, mas se for muito deposite um valor menor, mas que seja sempre de maneira constante.

Por fim, não caia mais na tentação de utilizar esse dinheiro para qualquer situação.

A emergência é algo que pode surgir do nada, sem nenhum planejamento, como a perda de um emprego ou doença em um ente na família.

Depois desse post, espero que você tenha compreendido os 6 passos de como sair do endividamento.

Caso tenha ficado com alguma dúvida sobre o tema, deixe uma mensagem no espaço dos comentários para que eu possa lhe ajudar.

Grande abraço e até o próximo post.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.