Moeda rara brasileira pode valer até R$ 30 MIL; saiba o modelo

Moedas raras brasileiras: Coleção de R$ 1 poderá chegar a custar R$ 7 mil

Moeda rara brasileira pode valer até R$ 30 MIL; saiba qual é o modelo.

Moeda rara brasileira pode valer até R$ 30 MIL; saiba o modelo
Moeda rara brasileira pode valer até R$ 30 MIL; saiba o modelo

Milhares de pessoas têm o hábito de colecionar moedas. Por outro lado, milhares de outras pessoas guardaram notas e moedas antigas e nem sabem quanto podem valer. Então confira a rara moeda brasileira que pode valer até R$ 30.000.

Vale lembrar que o valor mencionado na matéria pode variar. Os motivos incluem a condição da moeda (quanto melhor conservada, maior o valor) e o colecionador interessado no objeto. Como esses são preços subjetivos, cada especialista pode fazer sua própria avaliação da moeda.

Moeda brasileira rara pode valer até R$ 30.000

Segundo especialistas e colecionadores, o dobrão de 20.000 Réis é uma das moedas mais raras do Brasil. Dependendo do estado de conservação, pode ser vendido por até R$ 30 mil. O objeto é antigo e foi cunhado quando o país ainda fazia parte das colônias portuguesas.

Entre 1724 e 1727 o governo português precisou produzir mais dinheiro para circular no país. Assim, a Casa da Moeda de Vila Rica (hoje Ouro Preto) em Minas Gerais foi encarregada de realizar as cópias. Pela qualidade do material, o dobrão de 20 Mil Réis estava em circulação há mais de cem anos, próximo da proclamação da República em 1889.

A principal razão disso e, pois a moeda ser muito rara é o fato de que, pesando 53,8 gramas e medindo 37 milímetros de diâmetro, é praticamente elaborada de ouro. Ou seja, apenas o material do qual a moeda é realizada já é valioso. O objeto é considerado uma das moedas mais pesadas já feitas na história.

E como se não bastasse o fascínio de ser feito de ouro, o dobrão de 20.000 réis é considerado uma parte da história brasileira, tendo passado pela Era Colonial e Império do Brasil e ainda circulando em meados do início da República.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.