NOVO CARTÃO do AUXÍLIO BRASIL: Governo prioriza CIDADES pequenas na entrega

NOVO CARTÃO do AUXÍLIO BRASIL: Governo prioriza CIDADES pequenas na entrega

NOVO CARTÃO do AUXÍLIO BRASIL: Governo prioriza CIDADES pequenas na entrega

Cidadãos que moram em pequenas cidades do país têm prioridade no cartão Auxílio Brasil. Conforme o Ministério da Cidadania, o governo federal optou por favorecer municípios que possuem poucos ou nenhum ponto de captação da Caixa Econômica Federal.

A escolha foi feita porque tecnicamente o cidadão não precisa do novo cartão para movimentar o dinheiro do Auxílio Brasil. Ele pode usar o aplicativo Caixa Tem para gerar um código para saques nas agências da Caixa Econômica. As pessoas que vivem em cidades menores têm menos alternativas para realizar o processo.

Os novos cartões Auxílio Brasil são entregues sem alarde desde o final de junho. Ao contrário do esperado, o governo federal não realizou um evento para marcar o início da entrega dos novos aparelhos. De qualquer forma, o Ministério da Cidadania divulgou novos detalhes sobre as emissões.

O prospecto anunciava que o foco das entregas neste primeiro momento são as pessoas que só entraram no Auxílio Brasil entre janeiro e junho deste ano. Para isso, o governo federal encomendou a produção de mais de 6,6 milhões de aparelhos. Segundo estimativas, cerca de 2,3 milhões deles já haviam sido embarcados no início de junho.

Para usuários que ainda não receberam o dispositivo, não há necessidade de se preocupar. Como dito, você pode usar o aplicativo Caixa Tem para gerar um código para saque. Os cidadãos também podem usar o mesmo aplicativo para uma série de outras atividades, como B. transferências de fundos, pagamento de recibos e até algumas compras online.

Cartão com chip

Os novos cartões do Auxílio Brasil vêm com uma espécie de chip. Conforme o governo federal, o novo sistema permite que os cidadãos utilizem o aparelho na função de débito.

Assim, com o novo cartão, a pessoa que faz parte do Auxílio Brasil também pode realizar algumas compras pessoalmente. O governo federal afirma que o novo sistema trará mais segurança aos usuários.

A função de débito não está prevista no antigo cartão Bolsa Família. De qualquer forma, o dispositivo antigo continua funcionando normalmente. O governo federal afirma que não perdeu a validade e continua defendendo as retiradas.

Disputa pelos cartões

O governo federal decidiu despachar os novos cartões discretamente em um momento em que enfrenta cobranças judiciais pela fabricação dos itens. Pelo menos dois processos estão pendentes na Controladoria-Geral da União (CGU).

Os dois documentos foram enviados por parlamentares da oposição. Eles alegam que o governo federal não teria que gastar mais de R$ 100 milhões para produzir os novos aparelhos, já que as pessoas poderiam movimentar a quantidade de energia sem o objeto.

O governo federal, no entanto, rechaça a acusação e frequentemente aponta que o processo de produção dos cartões Auxílio Brasil está sendo realizado com o objetivo de dar às pessoas mais uma oportunidade de movimentar seu crédito neste momento.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.