O presidente Bolsonaro quer lançar mais dois novos auxílios ainda em 2022

O presidente Bolsonaro quer lançar mais dois novos auxílios ainda em 2022

O governo federal planeja analisar a possibilidade de aprovar duas novas formas de assistência social este ano, 2022

Esta semana, membros da Secretaria de Economia e Cidadania planejam realizar uma série de reuniões. O motivo: você está analisando a possibilidade de liberar mais assistência social para a população socialmente desfavorecida. Um séria um voucher para motoristas e o outro séria uma mensalidade para caminhoneiros.

As mudanças ainda não foram implementadas, o que significa que os funcionários ainda não podem contar com esse dinheiro. No entanto, informações dos bastidores mostram que membros do governo federal querem levar as ideias adiante. No caso do voucher para motoristas, o objetivo seria atender profissionais que precisam de carros para trabalhar.

Taxistas, motoristas de aplicativos como Uber e também mototaxistas seriam incluídos na lista. Para funcionar de fato, o governo federal ainda teria que regular os valores, os requisitos de entrada e o número de vagas para pagamentos. O objetivo é concluir o projeto no primeiro semestre.

O benefício para os caminhoneiros ainda está em fase inicial de discussão. Os valores de pagamento, por exemplo, ainda não são conhecidos. No Palácio do Planalto, uma das ideias é parcelar R$ 400 por mês. Em tese, o dinheiro ajudaria os profissionais a comprarem o diesel, cujo preço subiu nos últimos meses.

Além dessas vantagens, o governo federal também estuda o aumento do vale-gás federal. Projeto recentemente aprovado pelo Senado Federal para aumentar o número de usuários de atualmente pouco mais de 5 milhões para mais de 10 milhões de cidadãos. O executivo deve dar luz verde para a aprovação do texto na Câmara dos Deputados.

O que já é realidade hoje.

Segundo informações do Ministério da Cidadania, o governo federal já custeia diversos programas sociais. Talvez o mais famoso deles seja o Auxílio Brasil, que faz pagamentos mínimos de R$ 400 por pessoa.

Além disso, o governo federal também está dando continuidade ao repasse do vale-gás nacional. Nesse caso, os pagamentos são bimestrais, ou seja, ocorrem a cada dois meses. Na última versão, cada cidadão recebeu R$ 51 em contas digitais.

O governo também anunciou um aumento no número de beneficiários da tarifa social de eletricidade. Este é um projeto que oferece descontos na fatura de energia aos cidadãos que fazem parte do CadÚnico. Estima-se que mais de 20 milhões de brasileiros recebam o desconto.

Governo quer mais auxílios.

Conforme a imprensa, no entanto, o governo ainda não está satisfeito com os programas atuais. Hoje no Palácio do Planalto o foco é ampliar a oferta de serviços no primeiro semestre.

A pressa tem um motivo. Como estamos em ano eleitoral, é provável que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proíba a concessão de benefícios previdenciários se eles começarem próximo à data das eleições.

Por isso, o governo tem pressa em aprovar todos os projetos planejados agora e nos próximos dias. Até agora, apenas os benefícios sociais já oficialmente previstos por lei continuam a ser aplicáveis.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.