SAQUE DO FGTS DE ATÉ R$1 MIL: Dinheiro ainda não caiu? saiba o que fazer

SAQUE DO FGTS DE ATÉ R$1 MIL: Dinheiro ainda não caiu? saiba o que fazer

SAQUE DO FGTS DE ATÉ R$1 MIL: Dinheiro ainda não caiu? saiba o que fazer

O saque extraordinário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é uma grande oportunidade para trabalhadores em dificuldades financeiras. O último depósito foi efetuado na semana passada, mas os fundos podem ser resgatados até 15 de dezembro.

Segundo a Secretaria do Trabalho e Previdência Social, cerca de 42 milhões de trabalhadores podem fazer o saque, pois têm saldos disponíveis em suas contas vinculadas ao Fundo de Garantia. A amortização pode ser de até R$ 1.000.

Vale ressaltar que os depósitos foram feitos nas contas de poupança digital do aplicativo Caixa Tem, abertas em nome de cada funcionário com direito à modalidade. As transferências foram feitas automaticamente, ou seja, os trabalhadores não precisaram solicitar os depósitos.

Não recebi o depósito, o que fazer?

É possível, mesmo com direito a um novo Saque do FGTS, o dinheiro não parou na conta. Isso porque existem alguns motivos que impedem o resgate. Portanto, o trabalhador deve estar atento-lhes, a saber: Para mais informações, você pode ligar para o 158 e ter acesso ao Alô Trabalhador, que tira-dúvidas sobre pagamento de subsídio e outras questões pertinentes aos trabalhadores brasileiros.

  • Ter usado o FGTS como garantia em linha de crédito ou antecipação do saque-aniversário;
  • Estar com a conta do FGTS bloqueada por decisão da Justiça;
  • Estar pendente na devolução do valor recolhido pela empresa empregadora;
  • Ter os dados pessoais ou trabalhistas inconsistentes no sistema do governo.

Como solicitar os valores do FGTS?


Em caso de dados incompletos, o empregado pode solicitar os valores extraordinários do FGTS através do aplicativo disponível para Android e iOS. Feito isso, basta solicitar a liberação dos recursos clicando na aba Solicitar Retirada.

Regras de saque do FGTS extraordinário de até R$1 mil

Primeiro, de acordo com as Regras de Saque do FGTS, o usuário deve atender às seguintes condições:

  • Possuir saldo em conta ativa (relacionada ao emprego atual) do FGTS;
  • Possuir saldo em alguma conta inativa (referente a empregos anteriores) do FGTS;
  • Não possuir saldo bloqueado em operações de crédito, a exemplo da antecipação do saque-aniversário.

Além disso, os interessados poderão verificar se há algum saldo em conta para sacar, podem realizar a consulta através do aplicativo próprio do FGTS.

Assim, o trabalhador deverá consultar fora dos meios digitais, indo pessoalmente à uma agência da Caixa.

Canais de atendimento

Primeiramente, em caso de dúvidas o trabalhador terá os seguintes canais de atendimento:

Aplicativo do FGTS e agências da Caixa Econômica Federal:

  • Consultar o valor a ser creditado;
  • Consultar a data de crédito na Conta Poupança Social Digital;
  • Informar que não quer receber o crédito do valor;
  • Solicitar o retorno do valor creditado para a conta FGTS;
  • Por fim, alteração cadastral para criação de Conta Poupança Social Digital.

Site fgts.caixa.gov.br:

  • Primeiramente, realizar a consulta se o trabalhador tem direito ao Saque Extraordinário do FGTS;
  • Por fim, consultar a data de crédito na Conta Poupança Social Digital.

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.