Trabalhei em 2021, ainda vou receber R$ 1.212 do PIS/Pasep em 2022?

Trabalhei em 2021, ainda vou receber R$ 1.212 do PIS/Pasep em 2022?

Trabalhei em 2021, ainda vou receber R$ 1.212 do PIS/Pasep em 2022?

Não é segredo que o complemento salarial do PIS/Pasep é pago anualmente. O benefício é concedido tanto aos empregados com carteira assinada, ou seja, do setor privado, quanto aos servidores públicos que cumpram as regras de recebimento do programa.

No caso do abono salarial, o benefício é tradicionalmente pago anualmente, no ano seguinte ao ano em que o trabalhador exerceu o seu trabalho. Por exemplo, quem trabalhava com carteira de trabalho assinada em 2018 recebeu o benefício em 2019. Já os trabalhadores que trabalharam em 2019 e receberam o bônus em 2020 receberam.

Porém, principalmente devido ao Covid- 19 de pandemia, foram feitas algumas alterações no pagamento do complemento salarial. Isso porque o abono salarial PIS/Pasep 2020 que deveria ser pago em 2021 foi adiado pelo governo e só foi pago em 2022.

De acordo com o cronograma de pagamento, o abono salarial PIS/Pasep Pasep 2020 tem já foram pagos aos funcionários entre fevereiro e março deste ano. Com isso em mente, podemos ter o pagamento do abono salarial para o ano-base 2021, ainda pode acontecer este ano 2022? Dinheiro!

Trabalhei em 2021, quando receberei o PIS/Pasep?


Como mencionado, muitos trabalhadores esperam que os benefícios de 2021 sejam liberados este ano. No entanto, três fatores impossibilitam a concessão do abono salarial em qualquer hipótese. Veja quais são:

  • Falta de verba no Orçamento da União;
  • Falta de anúncios do governo quanto a uma possibilidade de conceder outra rodada do abono este ano;
  • Alteração no cronograma de pagamentos do benefício que determina que todos trabalhadores devem receber o abono no mesmo ano.

Quem trabalhou em 2021 com carteira assinada não receberá o abono salarial até 2023. O valor dos pagamentos está previsto em R$ 20 bilhões, que é destinado a cerca de 23 milhões de cidadãos.

Quem trabalhou em 2021 com carteira de trabalho assinada não receberá o abono salarial até 2023? O valor dos pagamentos está previsto em R$ 20 bilhões, destinados a cerca de 23 milhões de cidadãos.

No entanto, é importante ressaltar que até o momento não há informações sobre as regras estabelecidas para o acolhimento. No entanto, é muito provável que permaneçam os mesmos.

Portanto, para receber o abono salarial do ano-base 2021, o trabalhador deve atender aos seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos em 2021;
  • Ter recebido em média até dois salários mínimos por mês em 2021;
  • Ter exercido atividade remunerada para Pessoa Jurídica, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração;
  • Além disso, é preciso que a empresa tenha enviado corretamente os dados dos trabalhadores na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Como saber se vou receber o benefício?

Caso os meios de consultas não sejam alterados até o ano que vem, o trabalhador conseguirá obter informações das seguintes formas:

Para o PIS (trabalhador de empresa privada)

  • No Aplicativo Caixa Trabalhador;
  • No site da caixa;
  • Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207.

Para o Pasep (servidor público)

  • Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas);
  • 0800 729 0001 (demais cidades);
  • 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.